Decora√ß√£o com Plantas    Assinatura de Flores    Ikebana    Fotos  
   
IKEBANA

Arte, espiritualidade, ritual... tudo parece compor o significado de Ikebana: arranjos florais que procuram harmonizar as rela√ß√Ķes do indiv√≠duo com a natureza.

Palavra de origem japonesa, Ikebana é o nome dado à arte de preparar arranjos florais. "Ike" deriva de três verbos: "ikeru" (dispor ou arrumar flores), "ikiru" (viver, tornar vivo)e "ikassu" (ajudar a encontrar a verdadeira essência). "Hana" (bana) tem o significado literal de flor. Ikebana é, em princípio, a arte de arranjar flores, ramos e galhos naturais numa composição, evidenciando-lhes a beleza.

Apesar de ter se difundido mais fortemente no Jap√£o, que apresentou a t√©cnica ao Ocidente, esta express√£o art√≠stica surgiu na √ćndia, junto com o budismo, e teve in√≠cio como forma de louvor √† Buda. Os primeiros a conhecer essa arte indiana foram os chineses, mas por volta de 587 depois de Cristo, quando o Jap√£o abriu-se a outros povos, os japoneses tiveram contato e se encantaram com a Ikebana, especialmente pela possibilidade proporcionada pelas flores de levar aos ambientes fechados um peda√ßo da natureza.

A popularização da Ikebana contribuiu para que novas técnicas, estilos, escolas, esquemas e regras fossem criados e desta forma temos atualmente cerca de 2000 diferentes estilos pelo mundo, cada qual com seus nomes e esquemas particulares.

O estilo Sanguetsu foi criado em 1940 por Mokiti Okada, mestre que dedicou sua vida à purificação e elevação do espírito do homem. Seu interesse pela Ikebana o fez difundir esta arte, baseada na simplicidade e na expressão do mais puro sentimento na elaboração de um arranjo floral.